Domingo, 24 de Agosto de 2008

Cartaz do Dia

Um Conselho ao Município do Concelho de Chaves

 

 
O Conterrâneo Carlos Alves faz uma pergunta, sobre o “Cartaz” colocado na entrada da Ponte Romana de Trajano, que «O Flaviense» endossa para o Município .
 
Esta do "Conselho" de Chaves não lembra ao diabo.
Foi a Câmara que escreveu ou pediram aos de Lisboa?
 
De qualquer modo, “O Flaviense” dá um “Conselho” à ENTIDADE RESPONSÁVEL: Município do Concelho de Chaves.
Sr. João Batista, (ex-professor de Português), mande corrigir a ortografia do malfadado “Cartaz”.
 
publicado por Flaviense às 23:58
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 19 de Agosto de 2008

Depois de XIX Séculos, finalmente Pedonal

Ponte Romana de Chaves destinada apenas a peões

 

 
A “corajosa” decisão está tomada. A Ponte Romana vai ficar sem trânsito.
 
Em conferência de imprensa, o presidente da Câmara de Chaves, João Batista, anunciou, hoje dia 19 de Agosto de 2008, que a Ponte Romana de Chaves será exclusivamente destinada a peões.
 
O parecer solicitado ao Ministério da Cultura pela autarquia também aconselhou a Pedonalização da Ponte Romana de Trajano, tendo em conta a "elevada qualidade arquitectónica e patrimonial" e para "melhor ser usufruída, a exemplo de outros monumentos semelhantes existentes na Europa".
 
Os factores que mais pesaram na decisão da autarquia para encerrar a Ponte Romana ao trânsito foram «fundamentalmente» questões de segurança.
 
De acordo com o presidente da Câmara, João Baptista, o relatório técnico da obra, executado pelos serviços técnicos da autarquia e entregue no passado dia 8, patenteou situações que, a manter-se o trânsito, poderiam pôr em causa a segurança e preservação da Ponte de Trajano.
 
João Batista, explicou as razoes que o levaram a tomar esta decisão.
 

Uma delas prende-se com "fragilidades" detectadas em 4 arcos da ponte, na margem direita. Fragilidade essa que, segundo o autarca, poderá ser minimizada "se não houver vibrações derivadas do trânsito automóvel".

 

 

 

 
Além disso, João Batista revelou que a irregularidade da base do piso da Ponte, "não prevista antes da obra", faz com que a capacidade de carga do piso seja menor. «Ao retirarmos as conduta de água e substituirmos as condutas de saneamento, existentes na Ponte Romana desde o inicio do século XX, viemos a verificar que quando da sua colocação, houve uma intervenção que feriu a estrutura fundamental dos arcos da ponte, sobretudo na margem direita, já fora do leito do rio».
 
João Baptista acrescentou que «verificada essa fragilidade, em função de não querer aumentar essa fragilidade», foi decidida a «não utilização do trânsito automóvel na ponte».
 
A «Fragilidade» e «Anomalias observadas» já tinham sido postas em destaque, no dia 24 de Junho, por este “Blog”, no artigo «Ponte Romana – que futuro?», que alertava para «O risco de Colapso da Ponte Romana ser elevado».
 
Celebro, que a minha chamada de atenção, tenha sido tida em conta, pelos serviços técnicos da autarquia.
 
A intervenção na Ponte Romana, segundo João Batista, custou 315 mil euros, e consistiu na retirada da conduta de água que estava presa na estrutura, na colocação de um novo lajeamento e colocação de novo mobiliário urbano como floreiras e pilares de condicionamento do trânsito.
 
De acordo com João Batista, na reunião de câmara da próxima quinta-feira o executivo vai apresentar uma alternativa à ponte, para ligar o centro histórico à zona da Madalena, a qual passa pela construção de dois arruamentos entre a rotunda do “Rajado” e o centro do Bairro da Madalena.
 
Manter a Ponte Romana rodoviária seria um Erro Histórico!
 
Estamos todos de Parabéns.
 
publicado por Flaviense às 23:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 18 de Agosto de 2008

Construção da Ponte Pedonal em Chaves.

Ponte pedonal sobre o Tâmega

 

 
Esta a decorrer a construção da Ponte Pedonal sobre o Tâmega, que atravessa a cidade de Chaves. A sua construção, foi entregue ao consórcio formado pelas empresas “Arlindo Correia & Filhos, S.A e Avelino Farinha & Agrela, S.A”, por cerca de 938 mil euros, prevendo-se a sua execução no prazo de oito meses.
 

 
A Ponte Pedonal (P) sobre o Rio Tâmega, que fica localizada a 260 metros a jusante da Ponte Romana (R), é financiada pelo Polis, através do Programa Operacional Ambiente, e pretende estabelecer a ligação entre o Jardim do Tabolado, na margem direita do rio Tâmega, com a futura zona verde marginal da Madalena, na margem esquerda, área poente do Jardim Público.
 
Esta obra, segundo o autarca João Baptista, proporcionará a aproximação dos residentes da margem direita e esquerda da nossa cidade, criando assim mais convívio e dinamizando também o Jardim Público”.
 
Conforme assegura o “Comunicado” da direcção da ACISAT, proveniente da reunião realizada no dia 30 de Julho de 2008, “Também a construção da ponte pedonal, a cerca de 100 metros a jusante da ponte Romana, será um valioso contributo para a utilização racional da Ponte Romana como elemento privilegiado de ligação do centro urbano de Chaves”.
 
Contrarias são as opiniões dos habitantes de Chaves, ao afirmar que esta “Ponte Pedonal” irá ter um efeito de “desvitalização”, retirando pessoas do Bairro da Madalena, ao proporcionar um considerável “atalho” entre o Centro da Cidade e o Supermercado “E.Leclerc”, que se verá beneficiado, em detrimento do pequeno Comercio .
Este efeito de “desvitalização” será particularmente mais acentuado com o perigo que suporá a passagem de peões, através da Ponte Romana, se esta passar a ter trânsito automóvel.
 
Pelos vistos, este facto, não parece preocupar a “ACISAT”, ultimamente, tão preocupada em “defender” os interesses do Comércio local.
 
 

 
O projecto de recuperação das margens do Tâmega, em Chaves, que ficarão ligadas com a nova Ponte Pedonal (B), só deverá ficar concluído em finais de 2008, mais de dois anos depois do previsto.
 
A obra integra o Programa Polis de Chaves que foi lançada em Janeiro de 2002, pelo então ministro do Ambiente, José Sócrates. As previsões iniciais apontavam para que o projecto estivesse concluído em Junho de 2006.
 
Com um orçamento inicial de 25 milhões de euros, o “Polis de Chaves” foi "reajustado" e o investimento desceu para 20 milhões, o que levou a que vários projectos fossem retirados do programa.
 
 
publicado por Flaviense às 23:28
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Agosto de 2008

“O FLAVIENSE” Noutras Publicações

 
O "Boletim Municipal" -  N.º 33 do Município de Chaves – Agosto de 2008, para ilustrar a Noticia  “Homenagem a Humberto Delgado”  da página 5, Pescou a Fotografia de O Flaviense.  [link]
 
 

O “LAI LAI LÁI LAI LAI” passou a constar da lista de “Blogs Amigos”.

 

publicado por Flaviense às 23:45
link do post | comentar | favorito
|

Férias

 

«O Flaviense» esteve de férias. Andou por aí, gozando um merecido descanso.

 

Agradeço ao “Blog Chaves” o convite que me foi feito para estar presente no “tradicional encontro/convívio de blogues”.

 

De volta ao trabalho, irei reiniciar a publicação de alguns artigos que ficaram por divulgar, mas que mantém toda a actualidade.

 

O “Eiras – Chaves” passou a constar da lista de “Blogs Amigos”.

 

tags:
publicado por Flaviense às 12:52
link do post | comentar | favorito
|

.SNAP SHOT

.mais sobre mim

.PONTE ROMANA

Concorda que a Ponte Romana passe a ter utilização unicamente pedonal?
Sim
Não
Sem opinião
= Ver resultados =

.Pesquisar neste blog

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

.Chaves

Creative Commons License

.posts recentes

. José Sócrates em Chaves

. 2009

. Boas Festas

. Cine Teatro de Chaves

. UM HOMEM DEITADO NO CHÃO

. Cadeia Comarcã de Chaves ...

. Chaves, o Rio, as Poldras...

. Azenha do Agapito

. Nova Ponte Pedonal

. Cartaz do Dia

. Depois de XIX Séculos, fi...

. Construção da Ponte Pedon...

.Arquivos

. Setembro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.Links

.Livros em Destaque

Autor – Júlio Montalvão Machado – 2006 - Formato 19 x 27, 462 páginas – 3ª Edição * A MAGIA DE AQUAE FLAVIAE Autor - Mário Gonçalves Carneiro

.Nas termas

online

.Tempo

Weather Forecast
Locations of visitors to this page

.Euromilhões

blogs SAPO

.subscrever feeds