Quarta-feira, 4 de Junho de 2008

Ponte Romana sem Referendo

Quem tem medo da Democracia directa?
 
A DEMOCRACIA NA ROMA ANTIGA
O governo do povo teve um importante papel nas democracias da era pré-crista.
A diferencia da democracia actual, a democracia das cidades da República de Roma era uma democracia directa, donde todos os cidadãos tinham voz e voto nos seus respectivos órgãos Municipais.
 
Democracia directa, refere-se ao sistema onde os cidadãos decidem directamente cada assunto por votação, (Plebiscito ou Referendo).
 
Realiza-se amanhã, dia 5 de Junho, a Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Chaves.
Um dos pontos agendados é uma proposta do Partido Socialista, para a realização de um “Referendo” para decidir o futuro da Ponte Romana.
Os socialistas vão ainda propor a constituição de um grupo de trabalho que prepare o dossier de candidatura da Ponte Romana a Património Mundial.
 
A Câmara Municipal de Chaves (com maioria PSD) já fez saber que, não vai aprovar a proposta do (PS).
João Batista, presidente da Câmara Municipal de Chaves, garante que não vai haver Referendo para decidir o futuro da Ponte Romana, a decisão será por pareceres técnicos.
 
Segundo assumiu o presidente da Câmara, “Não se justifica nesta situação”, o “Referendo”. A decisão quanto ao futuro daquele monumento histórico vai ser tomada baseada nos pareceres técnicos e do Ministério da Cultura, que tutela aquele património nacional.
João Batista revelou ainda que na decisão a ser tomada pela Autarquia iriam pesar vários factores, entre eles um estudo técnico que está a ser feito e que se prende com a avaliação do trânsito na travessia em termos de segurança.
Acrescentou que a decisão deverá ser tomada até ao final do mês, altura em que prevê que a intervenção na infra-estrutura esteja concluída.
 
 

 
O destino da Ponte Romana de Trajano, que tem mais de 1900 anos, está a gerar uma grande discussão e mobilização que está a dividir a opinião da população local e dos Flavienses em particular.
Há uma maioria de Flavienses a defender a Total Pedonalização e uma pequena minoria de “habitantes” a impor que se deve manter aberta ao trânsito
 
 
O desejo expresso da esmagadora maioria dos “Flavienses” da completa Pedonalização da Ponte Romana, já levou a que fossem criadas variadas iniciativas cívicas.*
 
 

 
Em defesa da total pedonalização surgiu o movimento "Ponte a Pé" que está a recolher um abaixo-assinado.
 
Na Internet está a ser feita uma “Sondagem”, com a pergunta:
Concorda que a Ponte Romana passe a ter utilização unicamente pedonal?”.
Até ao momento 88 por cento dos participantes votam a favor de que a ponte privilegie as pessoas em vez dos automóveis.
 
Alice Teixeira, proprietária de uma pastelaria junto à ponte, está a recolher assinaturas em defesa da sua utilização exclusivamente pedonal porque considera que desta forma "haverá mais pessoas a passar em cima da ponte e a entrar" no seu estabelecimento comercial.
 
Apesar de admitir que a maioria das opiniões que lhe têm chegado são a favor do encerramento ao trânsito, João Batista afirma que também existe uma minoria que defende a coexistência de peões e automóveis.
 
O que não revelou é que peso vai ter na sua decisão, essa pequena minoria e o “Lobby” da Madalena.
 
Por sua vez, o PCP de Chaves também discordou, em comunicado enviado à comunicação social, do recurso ao Referendo (Democracia directa) e considerou que o modelo de utilização da travessia por parte de viaturas merece "uma melhor reflexão e uma decisão pelos órgãos políticos", designadamente Câmara e Assembleia Municipal.
Como sempre, a sua posição é ambígua e ficamos sem saber qual a sua verdadeira posição.
Será que, ao serem aliados do PSD na Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, o PCP está a espera de uma tomada de posição da “Voz do Dono” para a apoiarem?
Será que, mais uma vez, andam a reboque do PSD?
 
Os Flavienses querem saber qual a posição, clara e sem subterfúgios, da direcção Concelhia do Partido Comunista de Chaves, a respeito desta simples e clara questão:
Concorda que a Ponte Romana passe a ter utilização unicamente pedonal?:
” SIM? NÃO? SEM OPINIÃO?*
 
 

 

Recordo aqui a afirmação do presidente da Junta de Freguesia da Madalena, proferida a respeito do Jardim Publico e que eu, como Flaviense, aplico a “Ponte Romana”.

 

“Os Flavienses tem um papel importante na fiscalização e preservação do Monumento Nacional. Pois, no passado, houve uma desresponsabilização em relação à preservação da Ponte Romana que não é pertença da autarquia, nem da junta de freguesia, nem dos partidos, nem dos comerciantes, nem de alguns habitantes de Chaves mas sim de todos os Flavienses”.

*

publicado por Flaviense às 23:16
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Dionisio666 a 7 de Junho de 2008 às 23:51
A ambiguidade do PCP não é de estranhar se, sendo, como se diz no post aliado do PSD na autarquia. Alias, desde que se transformou no maior aliado do PSD a nível nacional nas autarquias locais, não foram só as suas posições que se tornaram ambíguas...
No caso presente, da funcionalidade futura da Ponte Romana, todas as forças políticas com responsabilidades no concelho devem tornar claras as suas posições, para que saibamos com clareza quem é a favor da população em geral e quem defende os interesses só de alguns.

Comentar post

.SNAP SHOT

.mais sobre mim

.PONTE ROMANA

Concorda que a Ponte Romana passe a ter utilização unicamente pedonal?
Sim
Não
Sem opinião
= Ver resultados =

.Pesquisar neste blog

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

.Chaves

Creative Commons License

.posts recentes

. José Sócrates em Chaves

. 2009

. Boas Festas

. Cine Teatro de Chaves

. UM HOMEM DEITADO NO CHÃO

. Cadeia Comarcã de Chaves ...

. Chaves, o Rio, as Poldras...

. Azenha do Agapito

. Nova Ponte Pedonal

. Cartaz do Dia

. Depois de XIX Séculos, fi...

. Construção da Ponte Pedon...

.Arquivos

. Setembro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.Links

.Livros em Destaque

Autor – Júlio Montalvão Machado – 2006 - Formato 19 x 27, 462 páginas – 3ª Edição * A MAGIA DE AQUAE FLAVIAE Autor - Mário Gonçalves Carneiro

.Nas termas

online

.Tempo

Weather Forecast
Locations of visitors to this page

.Euromilhões

blogs SAPO

.subscrever feeds